folder difusao

 

Entrecruzamentos: o Arquivo Público de Mato Grosso

Entre o setecentista e o hoje; o papel e o bit; o documento e o monumento: o Arquivo Público é a memória que traz. Mais que isso: contida num prédio Art déco inaugurado por Getúlio Vargas, em 1941, sua memória vai mais longe que a estrutura de concreto que a contém. Mas não é fácil acessar os vestígios do passado de uma sociedade: são precisos janelas para iluminar os caminhos e escadarias para subir às salas do conhecimento. Eis o Arquivo Público, tal qual o deus Janus: aberto ao presente e dando acesso ao passado

 

 

Difusão por acessos

Com o intuito de divulgar o conteúdo dos documentos que estão sob a sua guarda, o Arquivo Público do Estado de Mato Grosso (APMT) realizou uma bateria de exposições durante os anos de 2016, 2017 e 2018. A maioria delas ocorreu em cidades do interior de Mato Grosso, onde o acesso às documentações é obviamente mais difícil. O resultado das atividades foi satisfatório, embora ainda haja muito por ser feito do ponto de vista da difusão da informação e da memória social de um acervo tão extenso, plural e complexo. Arquivos são lugares vivos, dinâmicos, de maneira que, na oportunidade, e de uma só vez, oferecemos todas as exposições possíveis de serem acessadas de sua própria casa: materiais disponíveis no site do APMT, visíveis na comodidade de breves cliques de internet. Em tempo, sugerimos também a visita a alguns link’s de buscas de documentos históricos, com recorte regional, nacional e internacional. 


O QUE VOCÊ FARIA COM ESSE DOCUMENTO?

EXPOSIÇÕES VIRTUAIS

ACESSO PARA A MEMORIA 

CUIABÁ TRÊS SECULOS DE MEMÓRIA

LINKS INTERESSANTES

 

 

Conectado
Nada por enquanto...